Caminhando pela vida

Nome:
Localização: Coimbra

quinta-feira, outubro 26, 2006

Passo a passo...

Passo a passo....
Vou sorrindo perante a vida.. Chorando. Amuando. Rindo às gargalhadas. Vivendo.

Passo a passo...
Vou fazendo amigos. Inimigos. Perdendo amigos. Ganhando novos. Reencontrando antigos. O círculo dos verdadeiros amigos vai fechando. So abrindo uma pequena janela de vez em quando.

Passo a passo...
Vou dançando. Cantando. Aos gritos. Baixinho. Curtindo até de manhã. Abanando o corpo ao som da música. Saltando. Pulando.

Passo a passo...
Vou olhando. Um olhar. A intensidade. O brilho. Vou viajando. Conhecendo. O olhar transmite tanto..

Passo a passo...
Vou sendo seduzida. Seduzindo. Conquistando. Beijando. Sentindo. Tendo. Perdendo.

Passo a passo...
Vou lutando. Perdendo. Ganhando.

Passo a passo...
Vou vivendo.

quarta-feira, outubro 25, 2006

Escondo-me

" Rio. Choro. Fico um pouco histérica. Acalmo-me. Esqueço tudo o que alguma vez aconteceu. Penso em tudo aquilo que já aconteceu vezes sem conta. Observo-me ao espelho. Aprecio-me ao espelho. Apetece-me partir o espelho. Dispo a roupa e começo a dançar. Dispo a minha roupa e atiro-a para o chão. Ponho tudo de pernas para o ar. Deixo tudo onde está para que outra pessoa arrume. Apercebo-me de que afinal de contas sou sempre eu que arrumo tudo. Canto muito bem. Canto mal. Como coisas que não devia comer. Dobro-me e observo os meus músculos. Gostaria de saber como é que ficaria se fosse loura. Gostaria de saber como é que ficaria se fosse ruiva. Gostaria de saber como é que ficaria se fosse velha. Pinto-me como nunca o faria se fosse para a rua. Experimento roupas que nunca vestiria em público. Escondo-me. Respondo às pessoas e ganho. Tenho fantasias em que a estrela sou eu. Estico a pele da minha cara e imagino-me sem rugas. Grito comigo própria. Perdoo-me. Ensaio aquilo que irei dizer amanhã. Aumento o volume do rádio para não ouvir nada. Abro a torneira da água pra não ouvir o rádio. Perco-me. Imagino-me numa ilha deserta. Imagino-me numa ilha deserta, mas com outras pessoas muito atraentes. Rezo. Procuro os meus defeitos. Aceito esses defeitos e procuro outros. Faço caretas ao espelho. Vejo como é que fico com ar de sedutora, de amuada, de zangada, de surpreendida, de chocada, de impressionada, absorta. Olho para mim nua. Olho para mim e gosto do que vejo."

O texto não é meu, mas adoro. Tá lindo! :)

sexta-feira, outubro 20, 2006

O meu sábio

Normalmente quando pensamos num sábio, imaginamos um senhor idoso.. Se deixarmos fluir a imaginação, ate somos capazes de dizer que ele vive nas montanhas, que tem barba branca e mais uma série de detalhes.. Esta é a minha visão. Para muitas pessoas sábios ate podem ser as pessoas mais idosas, que vivem na casa ao lado...
Eu tenho um sábio na minha vida... Não corresponde à imagem que eu tinha, porque nem vive nas montanhas nem usa barba branca nem é idoso.
O meu sábio é a pessoa a quem eu recorro quando me acontecem problemas, quando surgem imprevistos, quando estou triste, quando estou alegre, quando estou na completa euforia :)..
A ele eu recorro sempre! Procuro a sua palavra sábia, a palavra certa, o conselho útil, a gargalhada... Tem vezes que ele consegue descobrir o que eu estou a sentir muito antes de eu sentir, consegue perceber como estou sem eu dizer muita coisa .. entende-me! E é mesmo como ele diz "eu abro-te sempre novos horizontes", porque ele consegue que eu, às vezes, pense em coisas que se calhar nao pensaria antes..
E è pela grande importância que tens na minha vida que preciso das tuas palavras sábias ... hoje, amanha e sempre.

terça-feira, outubro 17, 2006

Protege-me...

Acordei num barco, no meio de uma tempestade..
Mar agitado, ondas gigantescas. Olhei para o céu. Chuva torrencial caía, trovões clareavam todo o horizonte longínquo..
Fechei os olhos e baixinho chamei por ti. Abraçaste-me e fui invadida por uma calma que me deu forças para conseguir ultrapassar toda a tempestade..
Com a tua força, as tuas palavras e o teu sorriso sobrevivi a esta agitação, que surgiu sem aviso prévio.

Do fundo do coração, obrigada por me teres salvo.

domingo, outubro 15, 2006

Perdi-me em ti

No escuro da noite, senti os teus olhos em mim... O teu olhar transmitiu-me paz.... alegria... euforia!..
Fecho os olhos. Mesmo com eles fechados sinto que continuas a observar-me com essa grandiosidade que tem o teu olhar..
Tocas-me.. no cara.. no braço... na perna.. Tocas-m.. Agarras-me! Fico colada a ti... Sinto o teu corpo quente bem junto ao meu. A tua respiração no meu ouvido... Olho pra ti.. Olhos nos olhos.... tao perto... nao consigo resistir-te... Toco-te! Sinto a tua pele... quente..
Beijas-me! Um beijo interminável, que me enlouquece.. A tua lingua brinca com a minha.. Os teus lábios...
Com o teu olhar penetrante olhas pra mim... e despes-me. Sorris. Beijas-me.. Entrego-me a ti, num momento tao doce, tao quente, tao ofegante... tao nosso.
O suor escorre no meu corpo... no teu.... num momento em que somos um só.. Os nossos corpos colados tremem... vibram... estremecem...
Ficamos quietos, num silencio arrepiante, olhos nos olhos, durante um tempo que parece uma eternidade... Até que me beijas e sorris... O teu nariz toca no meu e brincamos.. rimos...
Torno a ser tua! O suor torna a escorrer por nos, tornamos a sorrir, a entregarmo-nos...
Fechas os olhos... fico a olhar pra ti durante uns breves segundos... E, no silencio da noite, beijas-me mais uma vez.

Aderi!

Hoje como é o primeiro dia.. fica so aqui um welcome pra mim.. ehehe

Ando mesmo meio aparvalhada :)